Todas as mensagens (jlgazoli)


(1) 2 3 4 ... 38 »


Re: INSTALAR POSTGRESQL 8.4
Home away from home
Cadastrado em:
11/4/2012 21:42
De Americana - SP
Grupo:
Registered Users
Mensagens: 376
Offline
Olá.

Instalar o 8.4 no Centos7 eu não fiz, ainda não uso o 7.
Mas instalar o 9.3 no Centos6 já.

Talvez olhando o tópico você possa utilizá-lo no seu caso :

http://centosbr.org/modules/newbb/vie ... t_id=18312#forumpost18312

Neste link você ainda encontra o 8.4 disponível para instalação :

http://yum.postgresql.org/

Abraços.


Enviado em: 13/9/2016 9:41
Transferir mensagem para outros aplicativos Transferir


Re: Load Balancing: Dá para melhorar desempenho?
Home away from home
Cadastrado em:
11/4/2012 21:42
De Americana - SP
Grupo:
Registered Users
Mensagens: 376
Offline

Enviado em: 3/8/2016 19:40
Transferir mensagem para outros aplicativos Transferir


Re: Load Balancing: Dá para melhorar desempenho?
Home away from home
Cadastrado em:
11/4/2012 21:42
De Americana - SP
Grupo:
Registered Users
Mensagens: 376
Offline
Olá Jurgen.

Eu não tenho essa situação em uso para lhe opinar, mas
percebi que as eths 1 e 2 estão segmentadas, porém a
eth0 está na mesma rede da eth1. Já experimentou
utilizar a eth0 em rede distinta da eth1?
É só uma sugestão para teste, cabendo a você analisar
se tem sentido ou não.

Abraços.

Enviado em: 1/8/2016 16:38
Transferir mensagem para outros aplicativos Transferir


Re: Vivo Fibra - Modem -> Centos : sucesso :)
Home away from home
Cadastrado em:
11/4/2012 21:42
De Americana - SP
Grupo:
Registered Users
Mensagens: 376
Offline
Boa noite.

Em um dos meus servidores a rota fica assim:

[root@linuxserver admlinux]# cat /etc/resolv.conf
# Generated by NetworkManager
search dominiolocal
nameserver 192.168.128.254
nameserver 8.8.8.8
nameserver 8.8.4.4
[root@linuxserver admlinux]
[root@linuxserver admlinux]# route -n 
Tabela de Roteamento IP do Kernel
Destino         Roteador        MáscaraGen
.    Opções Métrica Ref   Uso Iface
187.100.2XX
.XX  0.0.0.0         255.255.255.255 UH    0      0        0 ppp0
216.239
.XX.XX   187.100.2XX.XX  255.255.255.255 UGH   0      0        0 ppp0
192.168.128.0   0.0.0.0         255.255.255.0   U     0      0        0 eth2
192.168.1.0     0.0.0.0         255.255.255.0   U     0      0        0 bond0
169.254.0.0     0.0.0.0         255.255.0.0     U     1004   0        0 eth2
169.254.0.0     0.0.0.0         255.255.0.0     U     1005   0        0 eth3
169.254.0.0     0.0.0.0         255.255.0.0     U     1007   0        0 bond0
0.0.0.0         0.0.0.0         0.0.0.0         U     0      0        0 ppp0





Você pode tentar mudar o parâmetro "DEFROUTE" no arquivo de
configuração da ifcfg-ppp0

[[email protected] network-scripts]# cat ifcfg-ppp0

Trocar

DEFROUTE=no

para

DEFROUTE=yes


No meu caso eu gerencio a rota por meio de meus
scripts, pois normalmente tenho dois links e
gerencio qual deles deve ser o ativo de forma manual.
Isso deve estar causando a falta de definição
da rota default no seu caso.
A rota default é a última linha do resultado
do
route -n :

0.0.0.0         0.0.0.0         0.0.0.0         U     0      0        0 ppp0



Abraços.














Enviado em: 20/5/2015 19:51
Transferir mensagem para outros aplicativos Transferir


Re: Vivo Fibra - Modem -> Centos : sucesso :)
Home away from home
Cadastrado em:
11/4/2012 21:42
De Americana - SP
Grupo:
Registered Users
Mensagens: 376
Offline
Olá.

Realmente pela imagem o ID 10 é de dados
e o ID 20 é da TV.

Você consegue navegação no servidor?

Qual o DNS que o linux obteve?

#cat /etc/resolv.conf

Qual a rota que ele pegou?

#route -n

teste se há ping :

#ping www.uol.com.br

#ping 8.8.8.8

Abraços.















Enviado em: 20/5/2015 17:14
Transferir mensagem para outros aplicativos Transferir


Re: Vivo Fibra - Modem -> Centos : sucesso :)
Home away from home
Cadastrado em:
11/4/2012 21:42
De Americana - SP
Grupo:
Registered Users
Mensagens: 376
Offline
Olá.

Pelo que vejo até o momento somente a
Vivo de 200Mb utiliza vlan, no que tenho
visto os planos de Fibra de 50 e 100 Mb
ainda utilizam PPPoE em uma configuração
de ethernet sem a Vlan.

Se tiver em dúvida no administrador do seu
roteador você poderá comprovar se existe
a Vlan ou nãoem uso.

Verifique e retorne para tentarmos ajudar.

Abraços.








Enviado em: 20/5/2015 16:39
Transferir mensagem para outros aplicativos Transferir


Re: COnsumo alto de espaço no HD
Home away from home
Cadastrado em:
11/4/2012 21:42
De Americana - SP
Grupo:
Registered Users
Mensagens: 376
Offline
Olá.

Utilizando 'df -h' ajudaria ?

Qual seria a dúvida, identificar se está em Giga, Mega, etc, ou seria outra?

[root@linuxserver BackupRede]
[root@linuxserver BackupRede]
[root@linuxserver BackupRede]# df -h
Filesystem            Size  Used Avail Use% Mounted on
/dev/sda2             154G  121G   26G  83% /
tmpfs                 3,9G     0  3,9G   0% /dev/shm
/dev/sda1             969M  214M  706M  24% /boot
/dev/sda4             755G  110G  607G  16% /part4
/dev/sdd3             895G  683G  167G  81% /hd2
/dev/mapper/vg_backup_remoto-lvm_backup_remoto
                      917G  485G  386G  56
% /lvm_backup_remoto
/dev/mapper/vg_backup_remoto2-lvm_backup_remoto2
                      1
,8T  142G  1,6T   9% /lvm_backup_remoto2
[root@linuxserver BackupRede]
[root@linuxserver BackupRede]#


Enviado em: 13/5/2015 19:49
Transferir mensagem para outros aplicativos Transferir


Re: Centos 6.3 apache + squirrelmail com falha de segurança.
Home away from home
Cadastrado em:
11/4/2012 21:42
De Americana - SP
Grupo:
Registered Users
Mensagens: 376
Offline
Olá Estefanio.

Talvez o download de uma nova versão do webmail
para tentar isolar qualquer programa infiltrado
poderia ajudar, caso esteja no webmail.

Se continuar procure para ver se não foi pelo
apache que o ataque tenha sido efetuado.

Acredito que 6.3 como web server seja crítico, devido a
muitas falhas de segurança já conhecidas.

Nessas situações o lsof com opções diversas ajuda bastante
a encontrar softwares estranhos.

Pode tentar também o rkhunter ....

Abraços.













Enviado em: 23/3/2015 15:04
Transferir mensagem para outros aplicativos Transferir


Postgresql 9.3 no Centos 6
Home away from home
Cadastrado em:
11/4/2012 21:42
De Americana - SP
Grupo:
Registered Users
Mensagens: 376
Offline
Bom dia a todos.

Segue um singelo roteiro de como instalar o Postgresql 9.3 no Centos 6 e deixá-lo convivendo com o Postgresql 8.4.

A versão do 9.3 foi configurada para ouvir na porta 5433. Não esqueça de ajustar o firewall.

Espero que seja útil.

Abraços.

============================================================

* Instalação do 9.3 no Centos 6
( sem remover o 8.4 )
===============================

No arquivo /etc/yum.repos.d/CentOS-Base.repo, nas seções [base] and [updates] adicione a linha abaixo

exclude=postgresql*

Ficando alguma coisa assim :
[[email protected] local]# cat /etc/yum.repos.d/CentOS-Base.repo

[base]
name=CentOS-$releasever - Base
mirrorlist=http://mirrorlist.centos.org/?release=$releasever&arch=$basearch&repo=os&infra=$infra
#baseurl=http://mirror.centos.org/centos/$releasever/os/$basearch/
gpgcheck=1
gpgkey=file:///etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-CentOS-6
exclude=postgresql*

#released updates
[updates]
name=CentOS-$releasever - Updates
mirrorlist=http://mirrorlist.centos.org/?release=$releasever&arch=$basearch&repo=updates&infra=$infra
#baseurl=http://mirror.centos.org/centos/$releasever/updates/$basearch/
gpgcheck=1
gpgkey=file:///etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-CentOS-6
exclude=postgresql*


* instalando os pacotes
=======================

32bits
======
yum localinstall http://yum.postgresql.org/9.3/redhat/ ... centos93-9.3-1.noarch.rpm

64bits
======
yum localinstall http://yum.postgresql.org/9.3/redhat/ ... centos93-9.3-1.noarch.rpm


depois :
========
yum install postgresql93-server.x86_64


* diretorios do 7.x e 8.x
===========================
* /var/lib/pgsql/data/

* diretorios do 9.0 e acima
===========================
* /var/lib/pgsql/9.x/data




* modificando a porta da nova versão para
manter as 2 versões convivendo juntas
=========================================

* alter o parâmetro abaixo no arquivo /etc/init.d/postgresql-9.3

PGPORT=5433




* inicializando o banco de dados
================================
service postgresql-9.3 initdb


* arquivos da nova versão inicializados
=======================================
[[email protected] local]# ls /var/lib/pgsql/9.3/data/ -all
total 104

drwx------. 16 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 .
drwx------. 4 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 ..
drwx------. 5 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 base
drwx------. 2 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 global
drwx------. 2 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 pg_clog
-rw-------. 1 postgres postgres 4232 Fev 16 09:26 pg_hba.conf
-rw-------. 1 postgres postgres 1636 Fev 16 09:26 pg_ident.conf
drwx------. 2 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 pg_log
drwx------. 4 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 pg_multixact
drwx------. 2 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 pg_notify
drwx------. 2 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 pg_serial
drwx------. 2 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 pg_snapshots
drwx------. 2 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 pg_stat
drwx------. 2 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 pg_stat_tmp
drwx------. 2 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 pg_subtrans
drwx------. 2 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 pg_tblspc
drwx------. 2 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 pg_twophase
-rw-------. 1 postgres postgres 4 Fev 16 09:26 PG_VERSION
drwx------. 3 postgres postgres 4096 Fev 16 09:26 pg_xlog
-rw-------. 1 postgres postgres 20563 Fev 16 09:26 postgresql.conf



* verifique suas necessidades. Eu modifico pg_hba.conf com os seguintes
parâmetros ( /var/lib/pgsql/9.3/data/pg_hba.conf ) :
=======================================================================

# "local" is for Unix domain socket connections only
local all all trust
# IPv4 local connections:
host all all 127.0.0.1/32 trust
host all all 0.0.0.0 0.0.0.0 password
host all all 0.0.0.0 0.0.0.0 md5
# IPv6 local connections:
host all all ::1/128 trust





* modifique o postgresql.conf (var/lib/pgsql/9.3/data/postgresql.conf ) da nova versão
de acordo com suas necessidades e com os recursos da sua máquina, memória, processador,
etc. Eu modifico os seguintes parâmetros para rodar no meu note I3 com 12GB de RAM:

[[email protected] local]# cat /var/lib/pgsql/9.3/data/postgresql.conf

listen_addresses = '*'
port = 5433 # (change requires restart)
max_connections = 200 # (change requires restart)
shared_buffers = 6000MB # min 128kB
work_mem = 1024MB # min 64kB
maintenance_work_mem = 4000MB # min 1MB
max_stack_depth = 8MB # min 100kB

autovacuum = off # Enable autovacuum subprocess? 'on'
datestyle = 'iso, dmy'
timezone = 'Brazil/East'
lc_messages = 'pt_BR.UTF-8' # locale for system error message
lc_monetary = 'pt_BR.UTF-8' # locale for monetary formatting
lc_numeric = 'pt_BR.UTF-8' # locale for number formatting
lc_time = 'pt_BR.UTF-8' # locale for time formatting
default_text_search_config = 'pg_catalog.portuguese'



* iniciando a nova versão :
===========================

[[email protected] local]#
[[email protected] local]# service postgresql-9.3 status
postgresql-9.3 está parado

[[email protected] local]# service postgresql-9.3 start
Iniciando o serviço postgresql-9.3: [ OK ]

[[email protected] local]# netstat -na | grep 543
tcp 0 0 0.0.0.0:5432 0.0.0.0:* OUÇA
tcp 0 0 0.0.0.0:5433 0.0.0.0:* OUÇA
tcp 0 0 :::5432 :::* OUÇA
tcp 0 0 :::5433 :::* OUÇA
unix 2 [ ACC ] STREAM OUVINDO 18023 /tmp/.s.PGSQL.5432
unix 2 [ ACC ] STREAM OUVINDO 5201189 /tmp/.s.PGSQL.5433
unix 3 [ ] STREAM CONECTADO 4185436 /var/run/dbus/system_bus_socket
unix 3 [ ] STREAM CONECTADO 4185434
unix 3 [ ] STREAM CONECTADO 22543 @/tmp/dbus-RkoTMoM6hY



* acessando os bancos :
=======================

[[email protected] local]#
[[email protected] local]# /usr/bin/psql -U postgres -h 127.0.0.1 -d template1 -p 5432
psql (8.4.20)
Digite "help" para ajuda.

template1=# \l
Lista dos bancos de dados
Nome | Dono | Codificação | Collation | Ctype | Privilégios de acesso
-----------------+----------+-------------+-------------+-------------+-----------------------
postgres | postgres | UTF8 | pt_BR.UTF-8 | pt_BR.UTF-8 |
template0 | postgres | UTF8 | pt_BR.UTF-8 | pt_BR.UTF-8 | =c/postgres
: postgres=CTc/postgres
template1 | postgres | UTF8 | pt_BR.UTF-8 | pt_BR.UTF-8 | =c/postgres
: postgres=CTc/postgres
(7 registros)

template1=# \q
[[email protected] local]#
[[email protected] local]#
[[email protected] local]#
[[email protected] local]# /usr/bin/psql -U postgres -h 127.0.0.1 -d template1 -p 5433
psql (8.4.20, servidor 9.3.6)
AVISO: psql versão 8.4, servidor versão 9.3.
Algumas funcionalidades do psql podem não funcionar.
Digite "help" para ajuda.

template1=# \l
Lista dos bancos de dados
Nome | Dono | Codificação | Collation | Ctype | Privilégios de acesso
-----------+----------+-------------+-------------+-------------+-----------------------
postgres | postgres | UTF8 | pt_BR.UTF-8 | pt_BR.UTF-8 |
template0 | postgres | UTF8 | pt_BR.UTF-8 | pt_BR.UTF-8 | =c/postgres
: postgres=CTc/postgres
template1 | postgres | UTF8 | pt_BR.UTF-8 | pt_BR.UTF-8 | =c/postgres
: postgres=CTc/postgres
(3 registros)

template1=# \q





* localize o utilitário psql da antiga e da nova versão :
==========================================================

[[email protected] local]# find / -iname "psql"
/usr/bin/psql
/usr/pgsql-9.3/bin/psql


* testando agora com o novo psql
================================

[[email protected] local]# /usr/pgsql-9.3/bin/psql -U postgres -h 127.0.0.1 -d template1 -p 5432
psql (9.3.6, servidor 8.4.20)
Digite "help" para ajuda.

template1=# \l
Lista dos bancos de dados
Nome | Dono | Codificação | Collate | Ctype | Privilégios de acesso
-----------------+----------+-------------+-------------+-------------+-----------------------
postgres | postgres | UTF8 | pt_BR.UTF-8 | pt_BR.UTF-8 |
template0 | postgres | UTF8 | pt_BR.UTF-8 | pt_BR.UTF-8 | =c/postgres +
| | | | | postgres=CTc/postgres
template1 | postgres | UTF8 | pt_BR.UTF-8 | pt_BR.UTF-8 | =c/postgres +
| | | | | postgres=CTc/postgres
(7 registros)

template1=#
template1=#
template1=# \q
[[email protected] local]#
[[email protected] local]#
[[email protected] local]#
[[email protected] local]# /usr/pgsql-9.3/bin/psql -U postgres -h 127.0.0.1 -d template1 -p 5433
psql (9.3.6)
Digite "help" para ajuda.

template1=# \l
Lista dos bancos de dados
Nome | Dono | Codificação | Collate | Ctype | Privilégios de acesso
-----------+----------+-------------+-------------+-------------+-----------------------
postgres | postgres | UTF8 | pt_BR.UTF-8 | pt_BR.UTF-8 |
template0 | postgres | UTF8 | pt_BR.UTF-8 | pt_BR.UTF-8 | =c/postgres +
| | | | | postgres=CTc/postgres
template1 | postgres | UTF8 | pt_BR.UTF-8 | pt_BR.UTF-8 | =c/postgres +
| | | | | postgres=CTc/postgres
(3 registros)

template1=# \q
[[email protected] local]#






* desabilitando o repositório do novo postgres
==============================================
* alterar o parâmetro "enabled"


[[email protected] local]# cat /etc/yum.repos.d/pgdg-93-centos.repo
[pgdg93]
name=PostgreSQL 9.3 $releasever - $basearch
baseurl=http://yum.postgresql.org/9.3/redhat/rhel-$releasever-$basearch
enabled=0
gpgcheck=1
gpgkey=file:///etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-PGDG-93

[pgdg93-source]
name=PostgreSQL 9.3 $releasever - $basearch - Source
failovermethod=priority
baseurl=http://yum.postgresql.org/srpms/9.3/redhat/rhel-$releasever-$basearch
enabled=0
gpgcheck=1
gpgkey=file:///etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-PGDG-93




* comentando os "exclude" anteriores para voltar a atualizar o 8.4 pelo YUM
===========================================================================

[[email protected] local]# cat /etc/yum.repos.d/CentOS-Base.repo

[base]
name=CentOS-$releasever - Base
mirrorlist=http://mirrorlist.centos.org/?release=$releasever&arch=$basearch&repo=os&infra=$infra
#baseurl=http://mirror.centos.org/centos/$releasever/os/$basearch/
gpgcheck=1
gpgkey=file:///etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-CentOS-6
#exclude=postgresql*

#released updates
[updates]
name=CentOS-$releasever - Updates
mirrorlist=http://mirrorlist.centos.org/?release=$releasever&arch=$basearch&repo=updates&infra=$infra
#baseurl=http://mirror.centos.org/centos/$releasever/updates/$basearch/
gpgcheck=1
gpgkey=file:///etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-CentOS-6
#exclude=postgresql*

Alterando o repositório desta forma, os pacotes do 9.3 passarão a ser exibidos
em vermelho. De acordo com sua necessidade, habilite ou desabilite esses
repositórios.


yum list "*postgresql*"


*****************************
* *********** FIM ***********
*****************************



Enviado em: 16/2/2015 10:05
Transferir mensagem para outros aplicativos Transferir


Centos 6 / 7 - Tempo de Vida
Home away from home
Cadastrado em:
11/4/2012 21:42
De Americana - SP
Grupo:
Registered Users
Mensagens: 376
Offline
Olá a todos.

Este humilde post tem o intuito somente de informar aqueles que estão no início do uso deste SO sobre uma questão que
eu considero de muita relevância : o tempo de vida
do sistema operacional.

Informações úteis a esse respeito podem ser obtidas aqui :

http://wiki.centos.org/FAQ/General#he ... ea812e8694491e1dde5b75e6d

https://access.redhat.com/support/policy/updates/errata/

Quando se desenvolve intensamente em Linux, como PHP, bash, bancos de dados, etc, além de scripts de gerenciamentos, controles de acesso, integração com proxys, filtros de conteúdos, etc, fica-se dependente não só da distribuição (fabricante) como também da versão.

Quem desenvolve há anos sabe do que estou falando.

Isso quer dizer que para mudar-se de versão será necessário adaptações, algumas simples, outras mais profundas, mas será necessário invariavelmente.

Por isso ainda utilizo o 6 oficialmente e quando for para o 7 terei que fazer um plano de migração, tendo muito trabalho de adaptação a ser feito.

Então é preciso antes de se iniciar em uma versão específica, analisar as versões dos softwares da distribuição, dentre outras coisas.

Outro ponto importante é a respeito de drivers. Hoje utilizo o centos 6 em um notebook HP de forma natural, desenvolvendo, ouvindo, navegando, etc, de forma que ele me atende em tudo. É necessário atenção com os drivers disponíveis para servidores, pois isso pode ser um ponto a dar dor de cabeça.

Outro ponto importante é a estabilidade dos drivers, notoriamente drivers de controladoras SAS, placas de rede de servidores, etc. A estabilidade pode ser muito diferente entre as versões, além do suporte dos fabricantes para as várias versões do SO.

Mais um ponto importante é quanto ao suporte. É notoriamente muito mais fácil obter suporte sobre Centos 6 do que sobre Centos 7. Isso também observa-se quando analisada a quantidade de material disponível na net.

Resumindo, na minha opinião é necessário analisar o tempo de vida da versão e o esforço que será necessário para dominá-lo, com o foco no prazo de implantação que se espera para determinada solução a ser implementada.

Analisando bem, não será surpresa se o Centos 6 ainda for uma opção muito viável para um iniciante começar.
Isso não quer dizer que deve-se ignorar a nova versão, pelo contrário, deve-se estudá-la e conhecê-la bem, para poder medir e conhecer a quantidade de esforço que será necessário na migração, pois ninguém quer reescrever sua base de programação do zero novamente :)

Abraços.

Sugestões e comentários são sempre bem-vindos.

Enviado em: 3/2/2015 9:14
Transferir mensagem para outros aplicativos Transferir



 Topo
(1) 2 3 4 ... 38 »